Aquecimento Global


  • nature3

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5

  • nature2

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5

  • nature4

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5

  • nature1

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5

  • eolica2

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5

  • solar2

    "Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana, tem a sua mente controlada por essa mesma natureza. Mas as que vivem de acordo com o Espírito de Deus tem a sua mente controlada pelo Espírito" Romanos 8:5



Competência e Confiança

Objetividade Resultado
Estar sempre na vanguarda das melhores práticas que nos possibilite atender cada vez melhor nossos Clientes.  Possuindo uma “Política de Resultados”, voltadas ao cliente, o sucesso de nossas ações e realizações estão focados em seus propósitos, metas e necessidades. A AFG Consultores, construindo relações de parceria e de confiança. Fazendo das realizações dos Planos e Projetos de nossos clientes as nossas realizações.

 





Aquecimento Global

O problema do aquecimento global surgiu quando o homem passou a desenvolver novas tecnologias e a queimar combustíveis fósseis, como carvão e petróleo, para fazer máquinas e indústrias funcionarem. O resultado foi o aumento da emissão de gases que causam o efeito estufa, que consequentemente, passou a "segurar" mais calor próximo à superfície.

O Painel Internacional sobre Mudanças Climáticas (IPCC) estima que a temperatura média global possa aumentar de 2ºC a 4,5ºC até o final deste século. Em setembro de 2006, a Nasa demonstrou que as temperaturas globais estão muito próximas das mais quentes em milhares de anos. Nas últimas três décadas, a Terra esquentou 0,6ºC, o que eleva para 0,8ºC o total de aquecimento anormal observado no século 20.

Isso faz com que a temperatura média atual seja a maior dos últimos 12 mil anos. Um aquecimento de mais 1ºC seria o mais alto do último milhão de anos, pelo menos. "Se o aquecimento alcançar mais 2ºC ou 3ºC, provavelmente veremos mudanças que tornarão a Terra um planeta diferente do que conhecemos hoje. A última vez que ela esteve tão quente foi no Plioceno, há 3 milhões de anos, quando o nível do mar era 25 metros acima do atual", disse James Hansen, diretor do Instituto Goddard de Estudos Espaciais da Nasa.

 

Conseqüências do Aquecimento Global

 

Aumento dos oceanos

Entre as conseqüências desse fenômeno está o aumento no nível dos oceanos. Com o derretimento das calotas polares, o gelo transformado em água segue para os oceanos, o que poderá causar, futuramente, a submersão de grandes cidades litorâneas.

Cientistas calculam que em 2050 milhões de pessoas que vivem em deltas de rios serão removidas, caso seja mantido o ritmo atual de aquecimento. A geleira Gangotri, no Himalaia já perdeu dois mil metros nos últimos 150 anos. Atualmente, possui 25 quilômetros, e o ritmo de derretimento está acelerado.

 

Desertificação

Por outro lado, também devem crescer os número de desertos, o que provoca a morte de várias espécies animais e vegetais, desequilibrando os ecossistemas. A falta de chuvas já transforma dois mil quilômetros de terra em deserto todos os anos. O desmatamento que vem ocorrendo em florestas tropicais agrava ainda mais o problema.

 

Fenômenos Extremos

O aumento nas temperaturas faz com que haja maior evaporação das águas dos oceanos, e isso potencializa fenômenos climáticos como furacões, tufões e ciclones. Ondas de calor também afetam regiões onde as temperaturas costumam ser amenas. As altas temperaturas registradas no verão europeu, por exemplo, já provocaram mortes de idosos e crianças.

 

Explosão demográfica, pobreza e desastres

Outro fato importante é a explosão demográfica mundial e o aumento das desigualdades sociais. A grande concentração de populações pobres em áreas de risco as deixa cada vez mais vulneráveis aos fenômenos naturais extremos, como furacões, tsunamis, enchentes, secas e outros.

Fatores de risco, como moradias sem planejamento, falta de informações e recursos, degradação ambiental e pobreza, aliados com o perigo natural são os responsáveis por causar os desastres, segundo a responsável pelo programa de mudanças climáticas da Estratégia Internacional de Redução de Desastres das Nações Unidas, Silvia Llosa.

Cerca de 3,5 milhões de pessoas foram atingidas e 960 mil morreram por causa de desastres ocorridos entre 1991 e 2003. Vale ressaltar que não há nenhuma comprovação de que estas tragédias estejam relacionadas com as mudanças climáticas.

Independente da causa dos fenômenos naturais extremos, as perdas com desastres, que entre 1991 e 2003 somaram US$1,193 bilhões, poderiam ser reduzidas se os riscos fossem considerados no planejamento e construção de políticas públicas, defende Silvia.

1 - Centro-Oeste

O Aumento de temperatura ficará entre 3 e 6ºC. O estudo não chegou a conclusão sobre chuvas. Com o aumento superior a 5ºC, o cultivo de soja fica restrito apenas a essa região.

2 - Nordeste

Aumento de 2 a 4ºC na temperatura. ficando de 15 a 20% mais seco. O semi-árido nordestino pode se transformar em um deserto piorando a disponibilidade de água.

 

3 - Norte

A temperatura pode aumentar de 4 a 8ºC e a região pode ficar de 15 a 20% mais seca. O clima se assemelha ao do cerrado, levando a savanização da Amazônia

 

4 - SUDESTE

A temperatura pode ficar entre 3 e 6ºC mais quente. Apesar das incertezas sobre a quantidade de chuva, ela pode aumentar em 20%. Com temperaturas mais elevadas, o Sudeste deixará de produzir café. O cultivo migrará para Santa Catarina e rio Grande do Sul.

1 - Sul

A temperatura pode aumentar entre 3 e º4C e chover de 5 a 10% mais. Os temporais ficarão mais fortes e intensos.

 

AFG Consultores Ltda. / www.afgconsultores.com.br / CSS3